quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2016


O tema da redação do ENEM é escolhido em meio a assuntos que são abordados no nosso cotidiano. Acontecimentos políticos, sociais, ambientais e culturais do Brasil e do mundo podem ser temas da prova do exame.

Alguns assuntos são mais prováveis, devido a sua grande repercussão política ou por fazerem parte das discussões feitas pela sociedade.

A falta de água

Pode ser um possível tema já que este problema faz parte há mais de um ano da vida dos moradores do sudeste e persiste há mais de um século no cotidiano de nordestinos. A prova pode solicitar que o assunto seja discutido sobre esse viés, questionando as políticas de públicas de combate à seca e o comportamento da população para evitar a falta d’água.

As manifestações políticas

Que estão acontecendo nas ruas, mas que participaram das redes sociais, como essas ferramentas de comunicação e interação “virtual” estão despertando o interesse político e levando às pessoas as ruas. É interessante falar sobre a potencialidade da ferramenta na comunicação das pessoas, no debate de assuntos e de levar a informação ao público. Também é possível falar sobre a confiabilidade do que passa pelas redes sociais, pois nem sempre as informações são corretas.

A mobilidade urbana

É um problema que afeta vários países no mundo, praticamente todas as cidades grandes, principalmente, do Brasil sofrem com o excesso de carros particulares, poucas linhas de transporte público e falta de incentivo de transportes alternativos, como as bicicletas. A prova pode pedir ao estudante indicar alternativas para melhorar a mobilidade urbana e falar sobre o conflito entre os diferentes públicos que utilizam as vias de trânsito, como o pedestre, o ciclista, o motociclista e o motorista de carro.

Preconceito racial

Que alguns atletas ainda sofrem no meio esportivo, principalmente, em relação às torcidas que, em momentos de fúria, xingam jogadores com palavras preconceituosas, além de qualquer outra forma de preconceito racial, também pode ser um tema da redação do ENEM 2016.

O conceito da família

Deste século, com o objetivo de debater sobre a adoção de crianças por casais homossexuais e sobre a nova norma na guarda compartilhada de crianças, quando os pais se divorciam.

Dengue, Zica e Chikungunya

O tema pode pedir para falar dos novos casos das doenças, das campanhas de combate e sobre a conscientização da população. Os crescentes casos de microcefalia, que ainda não tem sua ligação comprovada com a transmissão do mosquito aedes aegypti.

As campanhas de vacinação

Principalmente contra o Sarampo e o HPV, para meninas de até 13 anos de idade. Um assunto batido, mas que o estudante deve estar sempre preparado é sobre os problemas no Sistema Único de Saúde (SUS) como falta de médicos, atrasos, grandes filas de espera e falta de equipamentos, além do Programa Mais Médicos.

O limite da estética e da saúde

Também é um bom assunto. Até onde o ser humano pode ir para atingir a sua exigência em relação à beleza. O busca pelo corpo perfeito, com dietas, cirurgias plásticas e produtos, tem limite?

A sustentabilidade de empresas e o aquecimento global

São assuntos comuns nessa área. Mas, no Brasil, a Política Nacional de Resíduos Sólidos é um tema que agora está sendo muito debatido nos municípios do país. Então é importante saber sobre o que é essa política, o dever dos governos municipais e como a população pode cobrar a coleta seletiva.

Intolerância religiosa

O ataque à revista Charlie Habdo pode exemplificar o tema. Mas muito mais do que um caso isolado, a intolerância religiosa é grande tanto no Brasil como em outros países. Ao debater esse tema, precisamos lembrar da laicidade do Estado e do respeito aos diferentes tipos de crenças e rituais religiosos, podendo destacar, no caso do Brasil, o grande preconceito existente com religiões de origem africana.

Justiça com as próprias mãos

Tema bastante polêmico em 2014 e que pode ser discutido com mais imparcialidade esse ano. O combate à violência através da justiça com as próprias mãos é válido? Definições de justiça, casos de linchamentos, rebeldia com a ordem e segurança públicas são alguns pontos que abordam essa temática.

As 5 matérias de matemática que mais caem no ENEM


A prova de Matemática e suas Tecnologias aterroriza grande parte daqueles que querem a tão sonhada vaga na universidade via Enem. As 45 questões dessa área do conhecimento são repletas de gráficos, esquemas e enunciados complexos que, na verdade, são um teste para a sua capacidade de interpretação e para o seu domínio dos conceitos matemáticos.

Uma dica muito valiosa é sempre procurar a aplicação daquele conteúdo que você está estudando. Isso te ajudará não só em relação à sua capacidade de entendimento, mas também te deixará mais preparado para resolver as tão temidas situações-problema propostas na prova. Como a gente sabe que a lista de matérias a serem estudadas é vasta, fizemos uma análise de todas as edições do Enem desde 2009 e chegamos a uma lista dos temas que costumam aparecer com mais frequência

  1. Grandezas Proporcionais (24%): 
    Saber lidar com proporções e razões pode ser a grande chave para você mandar bem, já que praticamente 1 em cada 4 questões foram desse tema. E boa notícia: o conceito de comparação para achar equivalência não é algo complexo!
  2. Geometria Espacial (13%):
    Esse conteúdo engloba o estudo de figuras com mais de duas dimensões  os famosos sólidos geométricos, como, por exemplo: prisma, cilindro, pirâmide, cone e esferas. Os exercícios deste tema cobram principalmente o cálculo do volume e as principais razões de distância de cada polígono.
  3. Aritmética (10%):Também costumam aparecer as chamadas “progressões aritméticas” que buscam padrões em uma sequência de números.
  4. Funções (10%):As funções de primeiro e segundo graus costumam ser as mais recorrentes na prova. Com menos intensidade também aparecem as funções trigonométricas, exponenciais e logarítmicas.
  5. Estatística (9%):A Estatística é a área da matemática que nos permite coletar, organizar e, principalmente, interpretar os números dentro de um conjunto dos resultados. Cálculo de médias, medianas e outras medidas padrões são bastante cobradas na prova de matemática do Enem.

As 5 matérias de Biologia que mais caem no ENEM


Na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, biologia compõe boa parte das questões. Para você não ficar perdido na hora de estudar, listamos os cinco assuntos que mais apareceram nas últimas provas de biologia Enem.

Biologia Enem: as matérias que mais caem

Ecologia 🐵 (41%)

A Ecologia é a ciência que estuda as relações dos seres vivos entre si e destes com o meio que estão inseridos. De populações até biomas, é o conteúdo que de longe cai mais no Enem (normalmente contextualizando com questões ambientais e/ou mudanças climáticas).

Citologia 🔬 (17%)

Aqui é tudo sobre a célula. Seus aspectos morfológicos, bioquímicos e muito mais. Não deixe de ir para o Enem sem saber qual é a função da mitocôndria.

Fisiologia 👃 (10%)

O estudo sobre a anatomia e a fisiologia humana aborda os sistemas do nosso corpo (nervoso, por exemplo). Além disso, também encaixa aqui a reprodução humana e métodos contraceptivos.

Microbiologia 💉 (9%)

Bactérias, fungos e protozoários são todos microorganismos estudados pela microbiologia. Destaque aqui especificamente para o vírus, que costuma aparecer mais.

Genética 👨‍👨‍👦‍👦 (6%)

Muitas questões do Enem falam sobre o DNA e sua estrutura. Outras também abordam genes e o mecanismo de síntese proteica. Saber tudo sobre genética é muito importante para fazer uma boa prova!

As 5 matérias de Química que mais caem no ENEM

Química é cobrada nas questões de Ciências da Natureza, presentes no primeiro dia da prova do Enem. Para ajudá-lo a estudar, fizemos uma análise das provas do Enem desde 2009, e identificamos os 5 conteúdos mais frequentes. 

Química Enem: As 5 matérias que mais caem:

Meio Ambiente 🚗

Questões do Enem sobre problemas ambientais podem cobrar conhecimentos de Química, Geografia ou Biologia. Isso acontece devido ao impacto que tais contratempos têm para diferentes áreas de estudo. Fique atento às reações químicas de chuva ácida, destruição da camada de ozônio (O3),  poluição da água e lixo (radioatividade,reciclagem, compostos biodegradáveis, e outros).

Estequiometria➗

A estequiometria é o assunto de química do Ensino Médio que permite prever a quantidade de produto formado a partir da quantidade de reagentes. No cálculo estequiométrico, reagentes e produtos são grandezas proporcionais. Assim, muitos exercícios podem ser resolvidos por uma regra de três. Estude grandezas químicas como mol, conversão de unidades de medida, e Lei dos Gases Ideais.

Equilíbrios Químicos🔙

O equilíbrio químico existe em reações químicas reversíveis, ou seja, que podem ocorrer no sentido direto e no sentido inverso. O equilíbrio químico é chamado de equilíbrio dinâmico porque a reação continua acontecendo, mas a velocidade da reação direta e da reação inversa é a mesma. É importante estudar, também, equações de equilíbrio químico e constante de ionização.

Química Orgânica🍹 

Os compostos orgânicos estão presentes em diversas situações do cotidiano, em objetos de plástico, fibras de tecidos, frutas, combustíveis, sabonetes, bebidas alcoólicas, e outros. Por isso, o Enem adora este assunto de química.  Os compostos orgânicos possuem átomos de hidrogênio (H) e oxigênio (O), que podem ser representados por um simples traço (_). Estude as principais características dos compostos orgânicos, suas reações químicas, e saiba identificar as funções orgânicas (alcoóis, fenóis, éteres, ésteres, etc.).

Eletroquímica🔌

A eletroquímica envolve o uso da eletricidade para obter substâncias químicas, como a soda cáustica, o alumínio metálico, e outros. Este conteúdo é sobre pilhas, baterias e eletrólise. Entenda o impacto de não descartar pilhas e baterias corretamente, o funcionamento de reações de oxirredução e da eletrólise.

As 5 matérias de Física que mais caem no ENEM


Como a gente sabe que a lista de matérias a serem estudadas é vasta, fizemos uma análise de todas as edições do Enem desde 2009 e chegamos a uma lista dos conteúdos que costumam aparecer com mais frequência de física na prova.


Confira: AS QUESTÕES QUE MAIS CAEM NA PROVA DE FÍSICA DO ENEM


No geral, a prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias aterroriza grande parte daqueles que querem a tão sonhada vaga na universidade principalmente pela parte de física Enem. As questões dessa área de conhecimento são colocadas em situações do cotidiano e atualidades, relacionando temas do dia a dia com conteúdos específicos de física.

Física Enem: as matérias que mais caem

Mecânica (33%):
Parte da física que estuda tudo sobre movimentos (e o repouso). Das leis de Newton até a Cinemática, é o assunto que tem a maior chance de aparecer na prova do Enem.


Eletricidade e Energia (29%):
Também sempre presente em questões sobre o nosso cotidiano (e até mesmo relacionado a atualidades, como a questão das represas e geração de energia), o estudo sobre os fenômenos associados às cargas elétricas é divido em: eletrostática, eletrodinâmica e eletromagnetismo.

Ondulatória (20%): 
Uma onda é uma sucessão de pulsos regulares e periódicos propagando-se num meio. A ondulatória estuda tanto as ondas do mar, chamadas de mecânicas, quanto as ondas eletromagnéticas, como a luz.

Termodinâmica (5%): Calor refere-se à quantidade de energia térmica transferida de um corpo ou região a outro(a), devido à diferença de temperatura entre ambos. A transformação de energia térmica em trabalho é exatamente o que a Termodinâmica estuda.

Óptica (5%): Você sabe a diferença de uma lente convergente de uma divergente ou de onde vem a luz e como ela se propaga até nós? A Óptica estuda exatamente isso e todos os fenômenos associados a luz.

5 dicas para gabaritar a prova de Espanhol do Enem 2016


Durante as inscrições para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), os candidatos precisaram escolher entre responder as questões de inglês ou as de espanhol que estarão presentes na prova. Para os alunos que optaram pela segunda opção, é importante estudar e ficar atento para algumas informações.

Para a coordenadora de espanhol do Colégio Mopi Andreia Cristina Borges da Silva, “embora o conteúdo de espanhol cobrado pelo Enem seja, basicamente, interpretação textual, algumas ‘pegadinhas’ podem estar presentes nos textos e os mais desavisados podem ser pegos de surpresa”, explicou. Para que os estudantes não tenham esse tipo de problema no momento das provas, que acontecerão nos dias 04 e 05 de novembro, confira as explicações de alguns conteúdos da docente:

1- Uso de “lo x el
“É comum que as pessoas pensem, por associação ao português, que se por aqui os artigos definidos são o, a, os, as, a tradução automática ao espanhol seria lo, la, los e las. No entanto, ‘lo’ é um artigo neutro, que não existe em português e que tem a função de substantivar adjetivos ou advérbios. O artigo definido masculino correto é ‘el’”.

2 – Heterosemânticos
“Também conhecidos como falsos cognatos, eles são os maiores responsáveis pelas confusões entre o português e o espanhol. Palavras como escoba, exquisito, embarazada, pelado ou oficina, que nos parecem de significado tão óbvio, podem surpreender aos que não as conhecem”. A seguir, confira o significado de algumas delas.
Escoba – vassoura 
Exquisito – saboroso 
Embarazada – grávida 
Pelado – careca 
Oficina – escritório

3 – Verbos
“O candidato deverá ler o texto em espanhol e responder às questões em português, portanto, é imprescindível que conheça as conjugações básicas de verbos no passado, presente e futuro para poder interpretar bem as questões e respondê-las na sua língua materna”.

4 – Conteúdo das questões
“Temas e discussões atuais são bem explorados nessas provas. Por isso, estar atento aos acontecimentos do País e no mundo pode ajudar a fazer uma boa prova. Foque nos jornais, revistas, redes sociais etc”.

5 – Maneira para estudar
“Não há um conteúdo específico a ser estudado para fazer os exames de espanhol do Enem. A recomendação geral é refazer provas de anos anteriores, assistir a filmes e ler livros neste idioma. É uma boa ideia adquirir cultura geral e fluência, não esquecendo de procurar as palavras desconhecidas no dicionário e, ao final, construir o seu próprio glossário”, finalizou.

Fonte: Universia

Fique Atento! Sociólogos que podem estar na prova do ENEM.

Fonte: Guia do Estudante

Fique Atento! Filósofos que podem estar na prova do ENEM.

Fonte: Guia do Estudante


Confira 5 temas essenciais de História para a prova do ENEM


Veja abaixo alguns dos grandes eixos temáticos que mais ocorreram nas últimas provas do Enem.

1. Trabalho escravo e suas implicações sociais
O trabalho é a forma pela qual a humanidade molda o mundo. Por isso, é importante ter em mente que as interações provocadas pelos modos de produção (ou seja, a maneira como a natureza é transformada pelo trabalho humano) geram consequências sociais, políticas e econômicas de longa duração.

Pense na escravidão que vigorou no Brasil até 1888. Ao obrigar uma parcela da população a condições precárias de vida e ao trabalho forçado durante séculos, ela acabou por trazer oportunidades muito diferentes para negros e brancos, uma desigualdade que dura até hoje.

Esse eixo temático tem assumido, segundo Gomes, "uma posição privilegiada" nas provas do Enem. Portanto, é fundamental dedicar-se ao estudo da escravidão dos negros (na colônia e no Império) e das suas consequências para o Brasil de hoje. O Enem, nos últimos três anos, trouxe enunciados sobre tráfico escravista, festas africanas e a abolição. Outras perguntas, como a que trata da crise do Império, do Enem de 2014, também se articulam a esse eixo.

2. Questão indígena
Outro eixo de estudos que deve ser privilegiado por quem irá prestar o Enem é o que trata da situação dos índios ao longo da história do Brasil. De acordo com a professora Daily Matos, do Objetivo, esse tipo de análise tem sido mais cobrado dos candidatos ultimamente.

Na prova do ano passado, por exemplo, houve uma pergunta que articulava os indígenas aos jesuítas. Dois anos antes, uma questão trazia um paralelo entre as políticas do Marquês de Pombal, no século 18, e os índios no Brasil colonial.

3. Era Vargas e Estado Novo
Os anos em que o poder central do Brasil foi ocupado por Getúlio Vargas têm sido tratados com atenção pelo Enem em suas últimas edições, segundo levantamento das provas feito pela professora Daily Matos, do Objetivo.

De 2012 a 2014, houve cinco questões relativas aos mandatos de Vargas, três das quais relacionadas ao Estado Novo. Outra dizia respeito ao voto feminino, uma importante conquista social obtida sob o governo varguista. Uma pergunta dizia respeito ao movimento de 1932, liderado pela oligarquia paulista e que buscava tirar Vargas da presidência.

4. Império e República oligárquica
São dois temas recorrentes principalmente nas provas de 2013 e 2014 do Enem. No total, abarcaram 13 questões, que foram do autoritarismo de D. Pedro 1º à crise do café a partir de 1929. O levantamento foi feito pelo Objetivo, a pedido do UOL.

Independentemente do tema estudado, não pense em decorar datas e fatos específicos. Em vez disso, os alunos devem procurar exercitar seu lado crítico, já que a prova pode trazer "visões diversas sobre determinado assunto", segundo o professor Gomes.

"Questões sobre os bandeirantes, sobre a ditadura-civil militar ou sobre a Guerra do Paraguai, por exemplo, nunca aparecem de forma direta e crua, mas sempre acompanhadas de documentos de diversas naturezas", como fotografias, textos, músicas e pinturas. Os estudantes precisam ter a capacidade de articular todos esses elementos de maneira crítica.

5. História geral
Quando o Enem aborda questões da história fora do Brasil, costumam focalizar em temáticas relacionadas à ordem econômica (como a formação do capitalismo e as ideias sociais e políticas do século 19), aos regimes políticos (como o absolutismo europeu, que emplacou três questões em 2012) e aos movimentos sociais (como os que se ligam ao racismo nos Estados Unidos e na África do Sul do apartheid).

A avaliação é do professor Daniel Gomes, do Poliedro. "Uma visão crítica, ou seja, não dogmática, da história impõe-se como necessária ao candidato."

Assuntos gerais, que estimulam a capacidade de interpretação textual dos alunos, envolveram, nas últimas três provas do Enem, de filósofos da Grécia antiga até o imperialismo na África dos séculos 19 e 20.

Fonte: UOL

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Crise dos refugiados na Europa pode ser um dos assuntos abordados na prova de Geografia do ENEM

Durante o primeiro semestre de 2015, houve uma grande leva de migrações de povos muçulmanos para países europeus. Essa leva continuou no ano de 2016. Mais de 350.000 pessoas deslocaram-se de países islâmicos, sobretudo da Síria e da Líbia, em direção à Europa. Os países que mais receberam esses imigrantes foram a Grécia (cerca de 235.000 indivíduos) e a Itália (cerca de 115.000 indivíduos). 

Corpo de criança refugiada síria afogada apareceu em praia de resort turco.


Além de se tratar de um assunto urgente, a atual crise migratória é um fenômeno bastante complexo, que se entrelaça com diversas questões contemporâneas. Os examinadores podem formular questões que relacionem o drama dos refugiados com alguns dos seguintes temas:

Demografia: A taxa de natalidade em muitos países na Europa está entre as mais baixas do mundo, o que deve gerar pressões demográficas no futuro. Com o envelhecimento da população e o baixo índice de fecundidade, a perspectiva é que, em países como a Alemanha, haja uma diminuição da população, o que também afetaria o número de trabalhadores ativos para manter a produção e sustentar a previdência. Diante dessa perspectiva, a chegada dos migrantes pode ajudar a reverter a queda populacional e manter a economia girando nos próximos anos.

Crise econômica: Muitos países europeus ainda não se recuperaram da crise econômica que atingiu o continente em 2008. A taxa de desemprego em países como Grécia e Espanha supera os 20%. Neste cenário, os migrantes são vistos pelos setores mais xenófobos da sociedade como concorrentes na disputa pelas poucas vagas no mercado de trabalho. Muitos partidos de extrema-direita vêm se apoiando neste discurso para ganhar eleitores insatisfeitos com a crise.

Choque cultural: A adaptação dos migrantes muçulmanos na sociedade europeia é outro tema relacionado à atual crise. Na França, o uso do véu islâmico em lugares públicos é vetado e a Suíça proíbe os minaretes (torres no alto das mesquitas para chamar os fieis para as orações). Sem conseguir integrar-se entre os europeus, muitos migrantes acabam vivendo de forma segregada, na periferia de grandes cidades como Paris. Além disso, o governo de países como a Hungria resiste em permitir o ingresso maciço de refugiados muçulmanos, alegando que é preciso defender as raízes e os valores cristãos da Europa.

Globalização e tecnologia: O tema da migração também pode ser explorado nos vestibulares a partir da ótica da globalização. O desenvolvimento tecnológico permitiu avanços nos meios de transporte e de comunicação que ajudou a intensificar os movimentos migratórios. A facilidade das transferências bancárias, por exemplo, permite a um imigrante africano que mora na Europa enviar parte de seu salário mensalmente para ajudar os familiares que vivem em sua terra natal.

Fontes: Brasil Escola e Guia do Estudante